quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Exercícios Modelo Atômico.



Exercícios destinados aos alunos das escolas: 
E.E.b Gregório manoel de bem,
E.E.b álvaro catão.
E.E.B André de Souza.  
História do modelo atômico

Leucipodo e Demócrito, Dalton, Rutherford, Joseph Thomson, Niels Bohr.

Observação: Olá pessoal desculpa a demora do professor com a lista de exercícios. Gostaria de agradecer a paciência e a força de vontade em começar o estudo de química. O professor pode observar uma grande quantidade de acesso a partir da data organizada para inicio dos exercícios. Um grande abraço Boa sorte.

Pessoal esse questionário sobre “História do Desenvolvimento do Modelo Atômico” deve ser feito para entrega na próxima aula de química. Continua as mesmas equipes conforme selecionado em sala, o professor não vai separar por exercícios, ficando unicamente esta lista para resolver. Você deve copiar as perguntas e responde-las com auxilio de livros ou internet. O trabalho deve ser escrito e não impresso!

1- Porque Rutherford considerou a matéria descontinua. No que implica considerar a matéria descontinua?
  
2- Leucipodo, Demócrito e Dalton filosoficamente deduziram o que poderia definir a constituição da matéria. Quais foram as contribuições destes cientistas para o desenvolvimento do modelo atômico?

3- Desenhe o experimento de Rutherford descrevendo cada componente do experimento com suas funções.   

4- Mostre a razão que levou Rutherford a deduzir que o núcleo era formado por partículas positivas (prótons)?

5- O que é salto quântico e o que significa o fóton liberado por elétrons que retornam para sua camada de origem?

6- Desenhe o átomo de Rutherford (modelo sistema solar) e aponte a localização dos prótons, elétrons e nêutrons?

7- Qual o experimento deu a natureza elétrica para o átomo e por quê?

8- Qual a diferença e similaridades entre os átomos de Dalton e Thomson?

9- O que é o LHC, onde esta localizado e qual a sua finalidade?

10- O que seria a partícula Bóson de Higgs (Partícula de Deus) por que ela é tão importante?

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Questionário sobre sabonetes manofaturados na escola.

CEJA - Centro Educação de Jovens e Adultos

Olá alunos, vocês acompanharam a fabricação de sabonetes artesanais e concluíram que a arte de produzir tal produto não é complicado. Agora para que nosso estudo esteja completo gostaria que os senhores (as) respondam as seguintes perguntas.

1) Por que os sabonetes devem receber a essência quando a glicerina estiver fria?

2) Qual a função do extrato glicólico no sabonete?

3) Qual a função da essência no sabonete?

4) Qual a função da glicerina no sabonete?

5) Qual a função do Lauril Éter Benzil no sabonete?

6) Quais as ervas e óleos aromáticos que utilizamos hoje (em sala de aula) nos sabonetes?

7) Qual a diferença entre o sabonete e o sabão produzido de Gorduras saponizadas?

8) Pode existir sabonete sem glicerina, qual o produto que o substitui?

9) Se em uma barra de 1 Kg de glicerina eu acrescento 15 mL de essência, quantas mL de essência devo acrescentar em 4 Kg de Glicerina?

10) Existem pessoas que possuem alergia a sabonetes glicerinados, como ocorre isso?   

segunda-feira, 4 de março de 2013

Estrutura Atômica




Introdução sobre átomo

       O átomo é a menor partícula que ainda caracteriza um elemento químico. Ele apresenta um núcleo com carga positiva (Z é a quantidade de prótons e "E" a carga elementar) que apresenta quase toda sua massa (mais que 99,9%) e Z elétrons determinando o seu tamanho.
       
       Até fins do século XIX, era considerada a menor porção em que se poderia dividir a matéria. Mas nas duas últimas décadas daquele século, as descobertas do próton e do elétron revelaram o equívoco dessa idéia. Posteriormente, o reconhecimento do nêutron e de outras partículas subatômicas reforçou a necessidade de revisão do conceito de átomo.

Os atomistas na antiga Grécia

       Os atomistas, encabeçados por Demócrito e pelo seu professor Leucipo, pensavam que a matéria era constituída por partículas minúsculas e invisíveis, os átomos (átomo), "Sem divisão". Achavam eles que se dividíssemos e voltássemos a dividir alguma vez o processo havia de parar.
       
      Para Demócrito, a grande variedade de materiais na natureza provinha dos movimentos dos diferentes tipos de átomos que, ao se chocarem, formavam conjuntos maiores gerando diferentes corpos com características próprias. Algumas ideias de Demócrito sobre os átomos:
  • Água: formada por átomos ligeiramente esféricos (a água escoa facilmente).
  • Terra: formada por átomos cúbicos (a terra é estável e sólida).
  • Ar: formado por átomos em movimento turbilhonastes (o ar se movimenta - ventos).
  • Fogo: formado por átomos pontiagudos (o fogo fere).
  • Alma: formada pelos átomos mais lisos, mais delicados e mais ativos que existem.
  • Respiração: era considerada troca de átomos, em que átomos novos substituem átomos usados.
  • Sono: desprendimento de pequeno número de átomos do corpo.
  • Coma: desprendimento de médio número de átomos do corpo.
  • Morte: desprendimento de todos os átomos do corpo e da alma.
            Os fundamentos de Demócrito para os átomos foram tomando corpo com o passar do tempo. Epicuro (341 a.C. - aproximadamente 270 a.C.) complementou suas ideias ao sugerir que haveria um limite para o tamanho dos átomos, justificando assim, a razão de serem invisíveis. Mas, ainda assim, a teoria mais defendida era a de Aristóteles que acreditava que a matéria seria constituída de elementos da natureza como fogo, água, terra e ar que misturados em diferentes proporções, resultariam em propriedades físico-químicas diferentes.




Teoria de John Dalton

 Átomo de Dalton: semelhante às bolas de gude.
           
       John Dalton, em 1803, propôs uma teoria que explicava as leis da conservação de massa e da composição definida, é a chamada Teoria Atômica de Dalton. Essa teoria foi baseada em diversos experimentos e apontou as seguintes conclusões:

1. Toda matéria é formada de partículas fundamentais, os átomos.
2. Os átomos não podem ser criados e nem destruídos, eles são permanentes e indivisíveis.
3. Um composto químico é formado pela combinação de átomos de dois ou mais elementos em uma razão fixa.
4. Os átomos de um mesmo elemento são idênticos em todos os aspectos, já os átomos de diferentes elementos possuem propriedades diferentes. Os átomos caracterizam os elementos.
5. Quando os átomos se combinam para formar um composto, quando se separam ou quando acontece um rearranjo são indícios de uma transformação química.

       Resumindo: Dalton acreditava que o átomo era uma esfera maciça, homogênea, indestrutível, indivisível e de carga elétrica neutra. Se fizermos uma comparação, os átomos seriam semelhantes a bolinhas de gude: maciças e esféricas. Muitas dessas teorias são aceitas até hoje, mas algumas já são ultrapassadas, vejamos por que:


- Os elementos químicos são formados por pequenas partículas denominadas átomos
- Os átomos são partículas maciças e indivisíveis - Incorreto, pois o átomo é descontínuo e divisível.
- Os átomos de um mesmo elemento têm massas iguais e os átomos de elementos diferentes têm massas diferentes - Incorreto, devido à existência de isótopos, todos os átomos de um elemento não têm a mesma massa.
- Os átomos dos elementos permanecem inalterados nas reações químicas - Válido até hoje. Inclusive essa definição explica bem porque a massa é conservada nas reações químicas.
- Os compostos são formados pela ligação dos átomos dos elementos em proporções fixas - Correto. Essa é a Lei da composição definida, ela explica porque cada composto é caracterizado por proporções fixas. Cada átomo de um dado elemento presente em um composto tem a mesma massa, sendo assim, a composição deve ser sempre a mesma.

Por Líria Alves
Graduada em Química
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/f/ff/Plum_pudding_atom.svg/220px-Plum_pudding_atom.svg.png


O modelo atômico de Thomson

O modelo atômico do "pudim de passas" de Thomson
     O britânico Joseph John Thomson descobriu os elétrons em 1897 por meio de experimentos envolvendo raios catódicos em tubos de crookes. O tubo de crookes consiste-se em uma ampola que contém apenas vácuo e um dispositivo elétrico que faz os elétrons de qualquer material condutor saltar e formar feixes, que são os próprios raios catódicos. Thomson, ao estudar os raios catódicos, descobriu que estes são afetados por campos elétricos e magnéticos e deduziu que a deflexão dos raios catódicos por estes campos são desvios de trajetória de partículas muito pequenas de carga negativa, os elétrons.
             
          Thomson propôs que o átomo era, portanto, divisível, em partículas carregadas positiva e negativamente, contrariando o modelo indivisível de átomo proposto por Dalton (e por atomistas na Antiga Grécia). O átomo consistiria de vários elétrons incrustados e embebidos em uma grande partícula positiva, como passas em um pudim. O modelo atômico do "pudim com passas" permaneceu em voga até a descoberta do núcleo atômico por Ernest Rutherford.

Hellow, pessoal!

Sejam bem vindos alunos e afins, tenho como objetivo dar uma maior dimensão do que é trabalhado em sala de aula e laboratórios de química experimental montados nas escolas que trabalho.

Neste blog teremos todo o conteúdo que é trabalhado no ensino médio, bem como planejamento e conteúdos referenciados, sem cópias. E ainda serão disponibilizadas para os alunos, listas de exercícios para a verificação de aprendizagem. Para que este blog tenha seu diferencial, serão postados vídeos aula para alunos e seguidores, para facilitar o estudo em casa. Serão postados os trabalhos realizados pelos alunos em laboratório e ainda, teremos que abrir um espaço para as novas tendências da química e física moderna.

Um grande abraço, aproveitem, deixe seus recados, mesmo que maliciosos!!